Migas de Espargos com Carne de Porco

Bem, este cozinhado foi mesmo uma aventura! E deu-me muito trabalho! Mas, segundo o meu principal crítico, o resultado foi excelente! Maravilhoso! Delicioso! De chorar por mais! Enfim… Deu para me babar um bocadinho e ter vontade de voltar a cozinhar Migas de Espargos com Carne de Porco.

Tive de improvisar um pouco, visto que não encontrei os ingredientes tradicionalmente alentejanos, como espargos frescos, pão, carne do Talho Rocha e pasta de pimentão.

Os espargos que utilizei, apesar de verdes, eram de conserva. Quando tentei parti-los aos pedacinhos, desfizeram-se numa papa fibrosa.

O pão, embora não sendo alentejano, também era bom, um pouco mais mole e fermentado.

A carne não era tão tenrinha nem tão rica em sabor como aquela que encontro no Talho Rocha.

E a pasta de pimentão tive de a fazer eu, inventando um pouco, claro. Triturei pimentos assados em lata, dois tomates, quatro dentes de alho, pimentão doce em pó, sal e uma pitada de pimenta negra.

Para saber como se faziam as migas tive que fazer uma breve pesquisa na Internet e recordar-me dos conselhos da Avó Maria.

E por que é que me dei a este trabalho todo? Porque o meu namorado pediu! Tadinho, já está com saudades do seu Alentejo…

E agora vamos à receita propriamente dita.

Primeiro, pus a carne a marinar na pasta de pimentão. Depois parti o pão aos pedaços e despejei sobre estes a água dos espargos.

Enquanto a primeira ganha sabor e o segundo amolece, aproveitei para confeccionar as migas. Num tacho pus a refogar em azeite três dentes de alho cortados finamente, alguns pedacinhos de bacon e os espagos aos bocadinhos (em papa quase). Devia ter juntado uma folha de louro, mas como não tinha pus manjericão e tomilho. A seguir juntei o pão e mexi tudo muito bem (aqui fiz a ginástica do dia). Para unificar esta mistura juntam-se dois ovos inteiros. Continuei a mexer vigorosamente com o lume brando.

Agora já é hora de tratar da carne. Num tacho grande coloquei a derreter duas colheres de sopa de banha de porco. Depois adicionei os restantes pedaços de bacon e as costeletas e rojões de carne de porco temperados. Deixei fritar um bom bocado e juntei um pouco da massa de pimentão. Quando esta parte já estava pronta, retirei um pouco da gordura proveniente da mesma e juntei às migas.

E já está! Cortei umas rodelas de laranja (para cortar na gordura, já que este prato é bastante pesado) e fiz a composição.

migas

migas-a-cozinhar

6 respostas a Migas de Espargos com Carne de Porco

  1. nazaré diz:

    Hummmmm! Que bom aspecto, devia estar delicioso!

  2. ines diz:

    pão aqui, só panrico, aquele de forma. Ou então pão pré congelado. hhhhhhhhm que bom! …

  3. João Grosso diz:

    Uff, Helena, por favor! (e não digo mai nada)

  4. joao costa diz:

    comi no sabado no restaurante das gravatas na luz. delicioso. vou experimentar por conta propria ma tem quesercom espargos enlatados… nao sou alentejano.

  5. Fredalf diz:

    Migas de espargos… que bom!.
    Também sou alentejano. Podes cozinhar umas migas para mim ?!😉 lol

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: